terça-feira, 15 de maio de 2018

PONTOS DE EXU TRANCA RUAS


1- Mas ele é o rei da banda
Eu vou mandar chamar 
Eu vou mandar chamar
Eu vou mandar chamar seu Tranca Ruas
Pra correr minha Aruanda
E defender este Congá.

2- Estava dormindo
Curimbanda me chamou
Alevanta minha gente 
Tranca Ruas já chegou
E quando a lua surgir ele vai girar
Ele vai girar, ele vai girar, ele vai girar
Chegou seu Tranca Ruas
Para todo o mal levar.

3- As curas de seu Tranca RuasSão de uma beleza raraSeu Tranca Ruas começa Onde a medicina páraÉ um fato consumado Que ninguém mais ignoraPara o senhor Tranca Ruas O câncer virou catapora.

4- Sete, sete, sete
Sete favores eu pedi
Sete, sete, sete
Todos sete eu recebi
O primeiro pedi paz,
O segundo alegria
O terceiro igualdade,
O quarto a sabedoria
O quinto pedi saúde,
O sexto a prosperidade
O sétimo que eu fosse umbandista de verdade
Ele é seu Tranca Ruas reina na encruzilhada
Gira na minha coroa sem ele eu não sou nada
Um Exu iluminado com sete fontes de luz
Tem seu nome consagrado quem consagrou foi Jesus.

5- Ó luar, ó luar (ó luar)
Mas ele é o dono da rua ( ô luar )
Quem cometeu as suas faltas
Peça perdão a Tranca Ruas
Tanto sangue derramado
Espalhado pelo chão
Quem cometeu as suas faltas
Peça perdão a Tranca Ruas.


6- Ele é filho do Sol,
Ele é neto da Lua
Quem cometeu as suas faltas
Peça perdão á Tranca Ruas.

7- Seu Tranca Ruas, tem uma tesoura
Pra cortar língua de falador.

8- Deu um clarão na encruzilhada
E do clarão surgiu uma gargalhada
Não era o Sol, não era a lua 
O que brilhava era o mestre Tranca Ruas.

9- Eu amei alguém, mas este alguém 
Já não ama ninguém (bis)
Eu amei o sol, eu amei a lua,
Na encruzilhada eu amei seu Tranca Ruas (bis).

10- Seu Tranca Ruas
Que nasceu na rua
Se criou na rua
E na rua morreu
Seu Tranca Ruas
Seu Tranca Ruas
Seu Tranca Ruas
Ainda é dono da rua.


11- Ele é Capitão da encruzilhada, ele é
Ele é ordenança de Ogum
Sua coroa quem lhe deu
Foi Santo Antonio
Sua divisa quem lhe deu Foi Omulu
Oi salve o céu
Salve o sol e Salve a lua
Saravá seu Tranca Ruas
Que corre gira no meio da rua
Ele ainda é mojubá (bis)
Saravá seu Tranca Rua
Que corre gira no meio da rua.


12- Era madrugada 
E o luar clareava toda rua
Um moço rico tão gabozo caminhava
Com sorriso me olhava 
Tinha fogo em seu olhar 
Mas ele é meu amigo de fé
Meu exu camarada
O seu axé está na rua 
O seu nome é Tranca Ruas 
Ele é o rei da encruzilhada.


13- Batam palmas pra ele 
O rei da festa chegou
Com sua capa e cartola
Na lei da umbanda Tranca Ruas ele é doutor
Vou demonstrar o meu carinho, 

Gratidão com fervor 
Batendo palmas pra ele 
Seu Tranca Ruas ele é meu protetor
Laroiê exu.

14- Seu Tranca Ruas é uma beleza
Eu nunca vi um exu assim 
Seu Tranca Ruas é uma beleza 
Ele é madeira que não dá cupim!


15- Meu Santo Antonio pequenino
Amansador de touro bravo
Quem mexer com Tranca Ruas 
Tá mexendo com o diabo
Rodeia, rodeia
Rodeia meu Santo Antonio, rodeia.

16- Tranca Ruas matou seu gato
Mas não quis comer sozinho
Chamou seus camaradas
E dividiu em pedacinhos.
Logo chegou exu de fé
Com a pomba gira que é exu mulher.

17- Soltaram um pombo lá nas matas
Lá na pedreira não pousou
Foi pousar na encruzilhada
Seu Tranca Ruas quem mandou.

18- Quem tem exu trabalhando
Sua ponteira firmou
Salve que ele é respeitado
Que está sempre a lhe ajudar
Um pouco dê
Muito vai ganhar
Um pouco dê
E Tranca Ruas vai ajudar.

19- Ele é um General
Na Umbanda e na Quimbanda
É um General na encruzilhada
É o ordenança de seu Ogum
Ele é General
É General da encruzilhada
O seu garfo quem lhe deu foi Omulu.

20- Seu Tranca Ruas 
Me cobre com sua capa
Quem com sua capa escapa
Quem com sua capa escapa
A sua capa é uma cruz de caridade
Cobre tudo, só não cobre a falsidade.



21- Seu Tranca Ruas nasceu
Pra cumprir sua missão
Pela sua inteligencia
Ganhou logo galão
Ele é um exu
Muito cuidadoso e dedicado
Mas se entra em demanda
Não quer sair mais não.

22- Eu giro com o sol e com a lua
Na encruzilhada eu sou morador
Eu sou vencedor de demanda
Na minha encruza eu sou curador
Na minha encruza

Nenhum comentário:

Postar um comentário