PONTOS DE POMBA GIRA



1- POMBA GIRA CIGANA

Vinha caminhando a pé,
Para ver se encontrava,
A minha Cigana de fé!
Ela parou e leu minha mão,
E disse a mais pura verdade!
Eu só queria saber onde mora,
A Pomba gira Cigana!


2- PONTO DE POMBA GIRA


Arreda homem, que aí vem mulher (bis)
Ela é a Pomba gira 
Rainha de quem tem fé
Seu Tranca Rua vem na frente
Pra dizer quem ela é
Ela é a Pomba gira
Rainha de quem tem fé


3- POMBA GIRA CIGANA


Bem que eu lhe avisei
Que você não jogasse
Essa cartada comigo
Você parou no valete
E eu parei na dama
Amigo você não me engana
Eu sou pomba gira cigana



4- PONTO DE POMBA GIRA

Foi uma rosa que eu plantei na encruzilhada
Foi uma rosa que eu plantei no meu jardim
Maria Mulambo, Maria mulher
Maria Padilha rainha de quem tem fé


5- POMBA GIRA CIGANA


Ganhei uma barraca velha
Foi a Cigana Quem me deu (bis)
O que é meu É da Cigana
O que é dela Não é meu
Ciganinha puerê, puerá.


6- PONTO DE POMBA GIRA


É uma casa de pombo (bis)
É de pomba gira
Auê auê auê auá (bis)


7- PONTO DE POMBA GIRA

Corre, corre encruzilhada
A pomba Gira já chegou (bis)
Da porteira ou da calunga virá
Do lado de Marabô (bis)


8- POMBA GIRA CIGANA



Ela é ciganinha
da sandália de pau.
Quando ela chega no reino,
Traz o bem e leva o mal

9- POMBA GIRA CIGANA


Ciganinha, Ciganinha 

da sandália de prata.
Com um pandeiro na mão
E o baralho na outra a ciganinha desacata


10- MARIA PADILHA


Deu meia noite
A lua se escondeu
Foi lá na encruzilhada
Ouvi uma gargalhada
E a Padilha apareceu
Alaruê, alaruê, alaruê
É mojubá, é mojubá, é mojubá
Ela é Odara

quem tem é em pomba gira
É só pedir que ela dá


11- PONTO DE POMBA GIRA


Eu caminhava pela alta madrugada
Sob o clarão da lua
Ouvi uma gargalhada
Linda morena formosa
Me diga quem você é,
Tu és a dona da rosa, és Pombagira de fé
Pode abrir qualquer gira
Pode chegar quem quiser
És Pombagira de umbanda
Só não te conhece quem não quer

12- MARIA PADILHA


Dizem que Pombagira é uma rosa
É uma rosa que nasceu no meio do espinho
Maria Padilha, rosa sem espinho
segue os meus passos ilumina os meus caminhos


13- PONTO DE POMBA GIRA


Deu uma ventania (ô ganga)
No alto da serra
É a pombo gira (ô ganga)
Que vem girar na Terra


14- MARIA PADILHA


Abre a roda (bis)
Deixa a Maria Padilha trabalhar
Quando ela vem, 
Ela tem peito de aço, (bis)
E o coração de um sabiá


15- MARIA PADILHA


Foi Iansã quem te deu força 
Rainha de quem tem fé
Vamos saravá (bis)
Maria Padilha que mulher (bis)


16- MARIA MULAMBO


Olha a sai dela Olelê
É Mulambo só 
Sua saia tem sete metros 
Sete metros é farrapo só


17- MARIA MULAMBO


Olha Maria, caminhando na calçada
Ela gira dia e noite até alta madrugada
Quem não conhece sua ponteira e seu cigarro
Sua rosa e seu marafo que bebia a cada passo
Ela caminha sobre o fogo se quiser
Ela abre qualquer gira
Pra salvar filhos de fé
É a Maria, entre as Marias
E seu passo lá vai bambo
Olha a Maria Mulambo


18- PONTO DE POMBA GIRA


A Pombagira no alto de uma ladeira
Ela pulava em cima de uma fogueira (bis)
Ela pulava, dava uma gargalhada
Amarrava os inimigos na barra da sua saia (bis)

19- MARIA PADILHA


A sua catacumba tem mistério,
Mas, ela é a Rainha do Cemitério!
Mas, ela é loira, dos olhos azuis,
Maria Padilha, Filha de seu Omolu!


20- PONTO DE POMBA GIRA



Pombagira ganhou garrafa de marafo
E levou na capela pro padre benzer
Entregou pro sacristão
Na batina do padre tem dendê
Tem dendê (bis)

21- RAINHA DAS 7 ENCRUZILHADAS

Sua Coroa é de Ferro,
Sua Capa é Encarnada
Saravá Exus e pombagira!
Rainha das Sete Encruzilhada!

22- MARIA PADILHA

Padilha ó Padilha ó
A pedra do seu anel
Brilha mais do que o sol (bis)
Com sua saia, sua rosa no cabelo,
Como é bonito ver a Padilha no terreiro (bis)

23- POMBA GIRA CIGANA

Quem nesse mundo nunca ouviu dizer
Quem nesse mundo nunca ouviu falar
De uma cigana que mora naquela estrada
Ela tem sua morada sob o clarão do luar
Cigana da estrada força poderosa
Me dê proteção e axé ciganinha formosa

24- CIGANA ROSA

Quando ouvi pela primeira vez aquela gargalhada
Achei uma coisa tão linda senti uma força cigana
Olhando no meio da roda
Estava lá uma cigana formosa,
Ela é cigana o... cigana rosa...

25- MARIA MULAMBO

Maria Mulambo
Ela mereceu ganhar
Ganhar o que ganhou
Foram sete rosas na calunga
Sete marafos
E uma saia de cetim
E como tudo isso não bastasse
Ela ganhou uma coroa de atotô
Atotô meu pai atotô meu senhor
Maria Mulambo mereceu o que ganhou

26- MARIA MULAMBO

Mulambo rainha da encruza
A deusa encantada
Tem no seu conga a segurança
Ela tem sua história marcada
Caminhou num tapete de flores
E nem sequer se importou
Ela deixou
Os seus súditos chorando
E foi viver
No mundo da perdição
Ela é rainha, ela é mulher (bis)
Pedacinho de mulambo
É para quem tem fé

27- MARIA PADILHA DAS ALMAS

Choveu, choveu,
Só lá na calunga é que não choveu,
É que a Padilha Cruzeiro das Almas
Presta conta pra Deus

28- PONTO DE POMBA GIRA

De vermelho e preto
Vestindo a noite um mistério traz
De colar de ouro brinco dourado a promessa faz
Você pode ir você pode vir
Peça o que quiser
Mas cuidado amigo ela é bonita ela é mulher (bis)
E no canto da rua rodando rodando, rodando está
Ela é moça bonita girando girando, girando lá
Oi girando lá ô lê lê
Oi girando lá ô lá lá

29- MARIA PADILHA

Maria Padilha
Você é a flor perfeita
Que vem dentro desta seita
Para aqueles que tem fé...
Tú és a Rosa que perfuma a Umbanda
Vencedora de demandas,
Com amor e muito axé...
Maria Padilha não me deixe andar sozinho,
Põe a rosa sem espinhos 
Nos caminhos aonde eu passar...
Ô pombo gire, ô pombo gira
Faça um tapete de rosas para que eu possa caminhar.

30- MARIA MULAMBO

Nasceu no cruzeiro das almas,
Uma roseira que já deu flor,
Entre elas uma rosa
Que em uma linda mulher se transformou
Praticando sua caridade com muito amor
Exalando harmonia como o perfume da flor
Ela é moça bonita
Ela é faceira e formosa
Mulambo da encruza é a mais bela das rosas

31- PONTO DE POMBA GIRA

Vinha caminhando pela rua
Quando uma moça bonita eu vi
Com sua sandália de prata sua saia dourada
Ela sorriu para mim
Eu perguntei a ela, onde fica a sua morada
Ela respondeu pra mim assim
Moro numa estrada sem fim
Moro numa estrada sem fim

32- MARIA MULAMBO

Mulambo, soberana da estrada
Rainha da encruzilhada
E também de quem tem fé,
Suprema é uma mulher de negro
Alegria do terreiro seu feitiço tem axé
Mas ela é ela é, ela é
Mulambo da encruza
Minha amiga de fé

33- MARIA MULAMBO

Mas que caminho tão escuro
Que vem passando aquela moça (bis)
Com vestidinho de chita
Estalando osso, osso por osso (bis)
Mas a pomba gira é a tatá molambo
Mas ela é a pomba gira é a tatá molambo
Com vestidinho de chita
Estalando osso, osso por osso
Com vestidinho de chita
Estalando osso, osso por osso

34- PONTO DE POMBA GIRA

Pombo Gira
Se tu és uma rosa
Que floresceu sob um monte de espinhos
Ô pombo gira abre os meus caminhos

35- ROSA NEGRA

É negra, soberana e poderosa
É a mais linda das rosas que encanta o jardim 
La na encruza é luz que nos dá caminho
Nunca nos deixa sozinho
Sempre pronta para nos ajudar
É rica de energia e de beleza
É fonte de alegria aonde houver tristeza
Sua missão é praticar a caridade
Demonstrando lealdade trabalhando para o bem
Ajudando a quem precisa e a quem não precisa também
Mas se você não acredita um dia há de acreditar
Quando passar pela calunga e Rosa Negra estiver lá
Ri qua qua, ri qua qua, 
é a pombo gira Rosa Negra na calunga a gargalhar
Ri qua qua, ri qua qua, é pombo gira Rosa Negra
Ena ena mojubá

36- POMBA GIRA CIGANA

Ó Ciganinha, eu preciso de você.
Ó Ciganinha, eu preciso de você.
Vamos jogar o jogo da amarelinha,
Se eu perder, você me ganha
Se eu ganhar, você é minha

37- FIGUEIRA

Foi em uma estrada velha, na subida de uma serra
Numa noite de luar (de luar, de luar)
pomba gira da Figueira, Moça bela e faceira
Dava o seu gargalhar
Ela é mojubá, Ela é mojubá, Ela é mojubá

38- MARIA PADILHA

Moça me dá um cigarro do seu pra fumar
Porque dinheiro 
Eu não tenho prá comprar
Vivo sozinho, vivo na solidão
Maria Padilha me dê sua proteção
Ô moça, ô moça, ô moça
Me ajude com a sua força

39- MARIA PADILHA

Cemitério é praça linda
Que eu não quero passear (bis)
Lá tem sete catacumbas,
a Padilha mora lá
Mora lá, mora lá
a Padilha mora lá


40- PONTO DE POMBA GIRA

Era meia-noite,
Lá na calunga a Pomba gira apareceu, 
Iluminada pela lua, 
Com a sua pele nua um sorriso ela deu (bis) 
Mas ela é, ela é, ela é pomba gira das Rosas 
Misteriosa mulher...

41- MARIA MULAMBO

Quando tu vens chegando na Umbanda
Trazendo paz, energia e amor
Com tua fama, teu empenho e teu carinho
Vens chegando de mansinho do lado de Marabô
Mulambo da encruza que veio nos ver
Seu axé é poderoso e veio pra nos valer
Vem enfeitada e seu vestido não tem cores
Lá da encruza vem tirar a nossa dor
Ela nos cura e purifica nossa alma
Dá uma gargalhada e deixa saúde e amor
Mulambo da encruza que veio nos ver
Seu axé é poderoso e veio pra nos valer

42- CIGANA DA PRAIA

Noite tão linda, 
Céu estrelado misterioso luar
Ondas que avançam pra areia
Beijando os pés da cigana a bailar
Com seu vestido rodado e uma rosa na mão
Linda cigana peço a sua proteção
Trazendo paz e alegria, cheiro de rosas no ar
Filha do vento vem saudar força do mar
Como gira na areia ô, como gira na areia
A Cigana da Praia bailando pra Mãe Sereia
Como gira na areia ô, como gira na areia
A Cigana da Praia bailando pra Mãe Sereia

43- MARIA MULAMBO

Joga flores no caminho,
não me deixa andar sozinho,
nesse mundo de meu Deus.. (2x)
Você que é uma rainha,
mais deixou tudo o que tinha,
pra viver com os plebeus… (2x)
Linda, formosa e vaidosa,
traz no cabelo uma rosa,
que alguém lhe ofereceu,
Morena, quem me contou foi um jogo,
você é Maria de José,
mas para nós tú és Molambo
hô abre a roda, deixa ela dançar,
ela é Maria Molambo aqui e em qualquer lugar (2x)

44- ROSA VERMELHA


Procurei sim!
Dias e noites sem fim.
Procurei Rosa Vermelha e encontrei nesse jardim.(2x)
Procurei por uma Rosa.
A mais bela e formosa.
E encontrei Rosa Vermelha.
divina e maravilhosa.
Num jardim de lindas flores.
Encontrei linda mulher.
Rosa Vermelha Encantada.
Linda Rosa ela é!

45- ROSA VERMELHA

Ela vem caminhando no cruzeiro
Ela vem dançando vestida de vermelho
Ela é a pomba gira, ela é rosa de amor
Eu caminhava só e triste no cruzeiro
E uma moça de vermelho de repente apareceu
Com sete rosas, sua cabeça coroada
E sua saia rodada que dançando não se vê
Muito bonita eu achei muito formosa
Quando chega a noite aflora o perfume de mulher
Mas, ela é Rosa Vermelha, Ela é uma linda flor
Ela é uma rosa cheia de amor (bis)
Rosa vermelha, rosa vermelha sagrada
Rosa vermelha a Pomba Gira das Sete encruzilhadas
Vive girando, rondando só pela rua
Rosa vermelha a Pomba Gira das Sete encruzilhadas
Bonita rosa, a encruzilhada, bonita rosa
Que vem dançando de madrugada

46- MARIA PADILHA

Sua gargalhada ecoa na madrugada
Maria Padilha não é cinzas ela é brasa, 
Com sol ou lua louvamos com fé
Maria Padilha está pro que der e vier
Não mexa com a Padilha brincadeira ela não é
Transforma espinho em rosas se fores merecedor
Na barra da sua saia ninguém nunca encostou
Labareda de fogo queima, É o aviso que ela dá
Quem quer caminhos floridos com ela não vai brincar 


47- MARIA PADILHA

Maria Padilha
Estou Cantando Em Seu Louvor, 
Na Barra Da Sua Saia
Corre água E Nasce Flor

48- MARIA PADILHA

Umbanda sua rainha chegou 
umbanda mais uma estrela brilhou (bis)
o salve, salve a Pomba Gira
que veio da encruzilhada 
para alegra nossa gira,
o salve seu ponteiro de aço
salve a sua tesoura que 
corta todo embaraço


49- MARIA PADILHA

Quem viu o sol se esconder
Quem viu a Lua brilhar
Quem viu o espinho da rosa
Também vai ver Maria Padilha chegar (bis)
Os seus olhos são verdes
Sua cor é mulata
Seus cabelos são negros
E a sandália é de prata
Numa mão tem perfume
Na outra tem a flor
Para Umbanda querida
Maria Padilha traz paz e amor