PONTOS DE EXU



1- EXU DAS 7 ENCRUZILHADAS

Era meia noite
Quando o malvado chegou
Corre gira, corre gira
Vai chegar a madrugada
Salve exu, salve exu
Das 7 Encruzilhadas


2- EXU DAS 7 ENCRUZILHADAS

Odara morador da encruzilhada
Firma seu ponto com sete facas cruzadas
Filho de umbanda pede com fé
Pra seu 7 Encruzilhadas
Que ele dá o que você quer



3- EXU 7 ENCRUZILHADAS

Lua cheia iluminou
Na coroa de Oxalá
Vem chegando é madrugada
O seu 7 a curiar
Vou curiar, vou curiar
Exu seu 7
Na coroa de Oxalá


4- EXU 7 ENCRUZILHADAS

Exu quando chega no reino
Mais todo mundo quer saber seu nome
Mais ele é seu 7 Encruzilhadas
Ele pula de banda, ele pula de lado


5- EXU 7 ENCRUZILHADAS

Oh sete, oh sete
O sete Encruzilhadas
Toma conta e presta conta
No romper da madrugada



6- EXU 7 ENCRUZILHADAS

Oh meu senhor das armas
Disse que eu não valho nada
Olha lá que ele é exu
Rei das 7 Encruzilhadas



7- EXU PORTEIRA

Portão de ferro
Cadeado de madeira
Exu toma conta
Exu presta conta
Seu exu fecha nossa porteira



8- EXU 7 PORTEIRAS

Na estrada tem um ganga
Ganga não leva carreira
Quando a demanda é grande
Chama por Sete Porteira



9- EXU TRANCA RUA DAS ALMAS

Viva as almas
Salve a coroa e a fé
Salve exu das almas
Ele é Tranca Rua de fé



10- EXU TRANCA RUA DAS ALMAS

É ele quem segura a nossa banda
É ele quem segura este congá
Por isso vamos cantar e bater palmas
Seu Tranca Rua das Almas
Vamos homenagear
Ena, ena é mojiba, é mojuba
Ena, ena é mojiba, é mojuba
E no calor das nossas palmas
Seu Tranca Rua das almas
Vamos homenagear




11- EXU TRANCA RUA DAS ALMAS

De capa e cartola caminha na madrugada
Andarilho da estrada sempre combatendo o mal
Seu Tranca Rua é amigo e camarada
Dando forte gargalhada me livra de todo mal
Laroiê exu é mojuba
Melhor que Tranca Rua das Almas não há
Sete marafos coloquei na encruzilhada
Sete velas e charuto também levei um padê
A meia noite chamei por seu Tranca Rua
Ouvi forte gargalhada ele veio me valer
Laroiê exu é mojuba
Melhor que Tranca Rua das Almas não há
Faço um pedido no meio da encruzilhada
A Tranca Rua das Almas antes do galo cantar
Se o galo canta é sinal que ta na hora
Firma gira meu ogã que Tranca Ruas vai embora
Laroiê exu é mojuba
Melhor que Tranca Rua das Almas não há



12- EXU TRANCA RUA DAS ALMAS

Vocês tão vendo esse moço
Que no cruzeiro ele esta
Ele é o exu Tranca Rua
Filho das almas também
Preste a ele uma grande homenagem
Quando por ele passar
Ele é o exu Tranca Rua
Filho das almas também
Tome cuidado não vá se enganar
Reúna os caminhos ele poderá passar



13- EXU TRANCA RUA DAS ALMAS

Tem coroa formosa
É sua força firmada
Saravá, saravá
Saravá seu Tranca Rua das Almas
Ele é homem seguro
Ele é homem respeitado
É na quimbanda
Um quimbandeiro consagrado




14.- EXU 7 ENCRUZILHADAS

Salve exu rei da encruzilhada
Numa banda sem exu
Não se pode fazer nada
Em cima daquela mesa
Tem sete facas cruzadas
Salve tranca ruas
Salve sete encruzilhadas

15- EXU 7 ENCRUZILHADAS

Ogum mandou louvar exu,
Laroiê, laroiê, laroiê, laroiê
Ele é um tatá na calunga
Ele é bamba na encruza.
Laroiê, laroiê, laroiê, laroiê
Ele é meu amigo
É Sete Encruzilhadas
Laroiê, laroiê, laroiê, laroiê…


16- EXU TRANCA RUA

As curas de seu tranca ruas
São de uma beleza rara
Seu tranca ruas começa 
Onde a medicina pára
É um fato consumado 
Que ninguém mais ignora
Para o senhor tranca ruas 
O câncer virou catapora

17- EXU TRANCA RUA

Sete, sete, sete
Sete favores eu pedi
Sete, sete, sete
Todos sete eu recebi
O primeiro pedi paz,
O segundo alegria
O terceiro igualdade,
O quarto a sabedoria
O quinto pedi saúde,
O sexto a prosperidade
O sétimo que eu fosse umbandista de verdade
Ele é seu Tranca ruas reina na encruzilhada
Gira na minha coroa sem ele eu não sou nada
Um exu iluminado com sete fontes de luz
Tem seu nome consagrado quem consagrou foi Jesus

18- EXU TRANCA RUA

Ó luar, ó luar (ó luar)
Mas ele é o dono da rua (ô luar)
Quem cometeu as suas faltas
Peça perdão a tranca ruas
Tanto sangue derramado
Espalhado pelo chão
Quem cometeu as suas faltas
Peça perdão a tranca ruas

19- EXU TRANCA RUA

Ele é filho do Sol,
Ele é neto da Lua
Quem cometeu as suas faltas
Peça perdão À Tranca Rua

20- EXU TRANCA RUA

Seu Tranca ruas, deu uma tesoura
Pra cortar língua de falador




21- EXU TRANCA RUA

Deu um clarão na encruzilhada
E do clarão surgiu uma gargalhada
Não era o Sol, não era a lua 
O que brilhava era o mestre Tranca Ruas

22- EXU TRANCA RUA

Eu amei alguém, mas este alguém 
Já não ama ninguém (bis)
Eu amei o sol, eu amei a lua,
Na encruzilhada eu amei seu Tranca Ruas (bis)
  
23- EXU TRANCA RUA

Seu Tranca Ruas
Que nasceu na rua
Se criou na rua
E na rua morreu
Seu Tranca Ruas
Seu Tranca Ruas
Seu Tranca Ruas
Ainda é dono da rua

24- EXU TRANCA RUA

Ele é Capitão da encruzilhada, ele é
Ele é ordenança de Ogum
Sua coroa quem lhe deu
Foi Santo Antonio
Sua divisa quem lhe deu Foi Omulu
Oi salve o céu
Salve o sol e Salve a lua
Saravá seu Tranca Ruas
Que corre gira no meio da rua
Ele ainda é mojubá (bis)
Saravá seu Tranca Rua
Que corre gira no meio da rua

25- EXU TRANCA RUA

Era madrugada 
e o luar clareava toda rua
Um moço rico tão gabozo caminhava
Com sorriso me olhava 
tinha fogo em seu olhar 
Mas ele é meu amigo de fé
Meu exu camarada
O seu axé está na rua 
o seu nome é Tranca Ruas 
ele é o rei da encruzilhada

26- EXU TRANCA RUA

Batam palmas pra ele 
O rei da festa chegou
Com sua capa e cartola
Na lei da umbanda Tranca Ruas ele é doutor
Vou demonstrar o meu carinho, gratidão com fervor 
Batendo palmas pra ele seu Tranca Ruas ele é meu protetor
Laroiê exu

27- EXU TRANCA RUA

Seu Tranca Ruas é uma beleza
Eu nunca vi um exu assim 
Seu Tranca Ruas é uma beleza 
Ele é madeira que não dá cupim!

28-EXU MARABÔ
Marabô, ieê, Marabô ia, (bis)
Cadê Marabô, (3x)
Marabô ia

29- EXU MARABÔ

Seu Marabô, Seu Marabô
Ninguém deveria morrer,
Sem conhecer a razão
Com a força de um palmo de terra
Para jogar Seu Marabô no chão

30- EXU MARABÔ

Seu Marabô, ele é pequenininho
Mas pra mim ele grande demais
Todos pedidos que eu faço Marabô
Ele me satisfaz




31- EXU MARABÔ

No portão do cemitério
Eu vi um moleque lá
Pulava de cova em cova
Procurando onde morar
Que moleque é aquele
É seu marabô

32- EXU MARABÔ

Seu Marabô me cubra com sua capa,
Quem tem sua capa escapa,
A sua capa é um manto de caridade,
Sua capa cobre tudo, só não cobre a falsidade

 33-PONTO DE EXU

Ó luar, ó luar (ó luar)
Todos são filhos da Lua
Oi saravá as Pomba giras
Seu Marabô e Tranca Ruas

34- PONTO DE EXU

Soltei meu pombo lá nas matas
Foi na pedreira e não pousou
Mas foi pousar na encruzilhada
E exu saravou
Mas foi pousar na encruzilhada
E pombagira saravou
Mas ela vai girar auê

35- PONTO DE EXU

Ê qua, qua, qua 
Que linda risada 
Que exu vai dar
Que linda risada 
Que exu vai dar
De qua, qua, qua

36- PONTO DE EXU

Tava curiando na encruza
Quando a banda me chamou
Exu na encruza aí
No terreiro ele é doutor
Exu vence demanda 
Exu é curado

37- PONTO DE EXU

O sino da igrejinha
Faz Belém blem blom (bis)
Deu meia noite o galo já cantou
Todos exus/As pomba giras são donos da gira (bis)
Oi corre gira que Ogum mandou

38- PONTO DE EXU

Santo Antonio de batalha
Faz de mim trabalhador (bis)
Corre gira a Padilha
A Mulambo e Marabô (bis)

39- PONTO DE EXU

O garfo de exu é firme
A capa de exu me rodeia
Passei pela encruzilhada
Exu não bambeia

40- PONTO DE EXU

Santo Antonio pequenino
Botou fogo no paiol ô ganga
Exu pisa no toco de um galho só (2x)
O galho balança, exu não cai
Ô ganga



41- PONTO DE EXU

Serra a madeira e serra o pau
Se serra o pau serra o tronco também
Me dá licença
A encruzilhada o cemitério
E a figueira também

42- PONTO DE EXU

Cemitério é praça linda
Ninguém quer lá passear
Catacumba é casa branca
Casa de exu morar

43- PONTO DE EXU

Exu que tem duas cabeças
Ele olha sua banda com fé
Uma é satanás no inferno
A outra é de Jesus Nazaré

44- PONTO DE EXU

Exu caninana
Quem te mandou, caninana
Foi a Maria Padilha (caninana)
Foi seu marabô (caninana)
Foi Maria Mulambo (caninana)
Foi quem me chamou (caninana)

45- PONTO DE EXU

Quando o galo canta
As almas se levantam
E o mar ecoa
Os anjos do céu dizem amém
E o pobre lavrador diz aleluia
Diz aleluia, diz aleluia
Seu Marabô, diz aleluia (bis)
Diz aleluia diz aleluia
Dona Mulambo diz aleluia

46 PONTO DE EXU

Sete porteiras,
Sete encruzilhadas
Exu é da banda cruzada
Auê é banda cruzada

47- PONTO DE EXU

Na beirada do caminho
Este congá tem segurança
Na porteira tem vigia
Meia noite o galo canta

48- PONTO DE EXU

Exu fez uma casa, sem porteira e sem janela 
Exu fez uma casa, sem porteira e sem janela 
Ainda não achou, morador pra morar nela

49- PONTO DE EXU

A sua casa não tem parede,
não tem janela e não tem nada
Aonde é, aonde é que exu mora?
Exu mora na encruzilhada.

50- PONTO DE EXU


Ogum exu pede licença pra seu povo ele arriar
Mas ele é o exu guerreiro
Vem trazendo força pra esse terreiro




51- EXU VELUDO


Salve o sol, salve a lua
Na encruzilhada
Posso com tudo
Porque eu sou exu veludo


52- EXU CAVEIRA


Portão de Ferro
Cadeado de madeira (bis)
Na porta do cemitério
Onde mora exu caveira (bis)


53- EXU MEIA NOITE


Exu da meia noite, 

Exu da madrugada
Uma banda sem Exu 

não se pode fazer nada

54- EXU CAVEIRA


Eu vi homem sentado
Embaixo da amendoeira (bis)
Era osso só, 

era Exu Caveira (bis)

55- EXU CAVEIRA


Ê Caveira
Afirma a ponto na folha da bananeira
Quando o galo canta é madrugada
Foi Exú na encruzilhada, batizado no dendê
Rezo uma oração de trás pra frente
firmo o ponto, a chama ardente, aquece Exú  ah laroiê
eu ouço a gargalhada de Tranca rua
O Caveira é o enviado, dos quatro cantos da rua,
é ele quem comanda o cemitério
catacumba tem mistério, seu feitiço tem axé, 
Ê Caveira
Afirma seu ponto na folha da bananeira
E na calunga quando ele aparece, 
Credo em cruz eu rezo prece pra o Exu dono da rua
Sinto a força desse momento
E firmo meus pensamentos nos quatro cantos da rua
E peço a ele que me proteja onde quer que eu esteja 
Nessa longa caminhada
pois eu confio em sua ajuda verdadeira
Ele é o Seu Caveira, senhor da encruzilhada
Ê Caveira
firma seu ponto na folha da bananeira


56- JOÃO CAVEIRA


Ê puerê, ê puerá

Ê puerê, ê puerá
Em baixo da bananeira

só João Caveira

57- EXU 7 CATATUMBAS


Eu passei no cemitério
Às onze horas do dia
Os homens davam boa noite
As mulheres davam bom dia
Zum zum zum o cemitério tremia
Zum zum zum sete catacumbas sorria (bis)

58- JOÃO CAVEIRA


Aonde vai corcunda 

com tanta carreira
No portão do cemitério 

vai chamar João Caveira

59- EXU TOQUINHO



Já deu meia noite meus irmãos
Às 12 horas já bateu,
mas alevanta quem está sentado meus irmãos
para saudar Exu Toquinho

60- EXU VELUDO



Ê Veludo,
seu cabrito deu um berro
Entortou cerca de arame,
Estourou portão de ferro



61- EXU TIRIRI

Eu vi exu dando gargalhada,
Com tridente na mão e sua capa bordada
Ele é Exú Tiriri
Morador lá da calunga,
Vai firma seu ponto aqui (2x)


62- EXU TIRIRI

Ele é seu Tiriri mora na calunga
Se quiser falar com ele corre sete catacumba
Ele trabalha com o sol, trabalha com a lua, exú
Ele trabalha com o tempo, trabalha com o vento, exú

63- EXU DO LODO


Quando chega a madrugada
Exú do Lodo na Umbanda chega
Ele vem do cemitério
Vai sair a lua cheia
Quando chega a madrugada
Exú do Lodo na Umbanda chega
Ele vem do cemitério
Vai sair a lua cheia
Exú do Lodo é meu compadre na Umbanda
Exú do Lodo vem alegrar a nossa banda